SEJA BEM-VINDO.

Este é um blogue humilde.

Espero, que se sinta bem, aqui.



Nem sempre o dia amanhece, igual

E, então, a nossa Alma, por tal

Reflete a luz de modo diferente

O importante é olhar o mundo

E tentar entender o seu profundo

E caricato modo de moldar a gente





Espero, que aprecie os momentos, que

estiver, aqui, e que esse seja um motivo,

para que volte.





POR FAVOR, DEIXE OS COMENTÁRIOS NOS POEMAS, APENAS.

CASO CONTRÁRIO ACABARÃO, POR PERDER-SE, AQUANDO DA

RENOVAÇÃO DO BLOGUE



apsferreira



domingo, 13 de março de 2011

Cara-metade

Da tua Alma, eu quero, um pouco
Para temperar a minha vida
Pois, minha querida, a verdade,
É, que viver a vida, sem ti
É vivê-la, por metade.

apsferreira

3 comentários:

maria gorete disse...

Que declaração linda de amor,que busca o tempero da vida...A cara-metade...lindo poema!!!!!!!!!!!!Beijinhos para ti poeta Albano.

EU disse...

Um apelo a uma alma que o faria viver por inteiro! A insatisfação de um eu poético! :)

Susan disse...

Estamos sempre na busca dessa metade que falta ...
Beijo
Susan