SEJA BEM-VINDO.

Este é um blogue humilde.

Espero, que se sinta bem, aqui.



Nem sempre o dia amanhece, igual

E, então, a nossa Alma, por tal

Reflete a luz de modo diferente

O importante é olhar o mundo

E tentar entender o seu profundo

E caricato modo de moldar a gente





Espero, que aprecie os momentos, que

estiver, aqui, e que esse seja um motivo,

para que volte.





POR FAVOR, DEIXE OS COMENTÁRIOS NOS POEMAS, APENAS.

CASO CONTRÁRIO ACABARÃO, POR PERDER-SE, AQUANDO DA

RENOVAÇÃO DO BLOGUE



apsferreira



quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Mágoa

Um dia abalaste, amiga, querida
Sem dizeres, que te ias
Foste-te, sem te despedires...
Num repente, fizeste-te ausente
Da minha vida
Foste-te, para não mais vires
Todos os dias, a partir de então, subi ao monte
Espreitei o horizonte
Procurei as tuas pegadas, pelo chão
Mas, não as encontrei, não...

Tu foste-te...
... sem te despedires

apsferreira

2 comentários:

Elayne C.A. disse...

Sensível e com gosto de saudade. Adoro teu versar Albano! Parabéns!

Poesias-Franciéle R.Machado disse...

Quando alguém se vai embora isso é algo doloroso e às vezes quando se trata de um despedida torna-se algo bem difícil de se enfrentar também pois já se sabe que a pessoa vai.Mas a despedida requer um momento de um Adeus ou tchau e um olhar fixo nos olhos onde se ganha o sentimento de que haverá reecontro breve!

Profundas palavras repletas de saudade...
Bom Dia! =D