SEJA BEM-VINDO.

Este é um blogue humilde.

Espero, que se sinta bem, aqui.



Nem sempre o dia amanhece, igual

E, então, a nossa Alma, por tal

Reflete a luz de modo diferente

O importante é olhar o mundo

E tentar entender o seu profundo

E caricato modo de moldar a gente





Espero, que aprecie os momentos, que

estiver, aqui, e que esse seja um motivo,

para que volte.





POR FAVOR, DEIXE OS COMENTÁRIOS NOS POEMAS, APENAS.

CASO CONTRÁRIO ACABARÃO, POR PERDER-SE, AQUANDO DA

RENOVAÇÃO DO BLOGUE



apsferreira



sexta-feira, 8 de abril de 2011

Há qualquer coisa....

Há qualquer coisa, em mim,
que gera uma vontade enorme de te abraçar;
de segurar a tua carinha "assim" e de te beijar
- de roçar os teus lábios, com os meus e a
olhar os teus olhinhos, dar-lhes tantos beijinhos,
até sentir eriçarem-se os teus pelos.

Há qualquer coisa, em mim,
que gera uma vontade enorme de te tocar,
de fazer (de sentir) o teu corpo vibrar
de te pôr tonta, de cabeça oca, a tremer
e, vendo a latejar a tua boca e
ouvindo-a gemer,
entranhar os meus dedos, em teus cabelos,
acarinhando as suas raízes e, com eles, fazendo novelos,
embeber os teus lábios de meus desvelos
pois,

Há qualquer coisa, em ti, que me tira do sério
e me inebria a cabeça,
e,
por mais estranho que pareça,
faz-me perder, em absoluto,
todo e qualquer critério.

apsferreira

Há qualquer coisa.... - Poemas de amor - Poemas e Frases - Luso-Poemas

Um comentário:

Susan disse...

Amigo que poema bonito de se ler aonde se vê inaltecida a vontade de amar cada vez mais ....
Um beijo
Susan