SEJA BEM-VINDO.

Este é um blogue humilde.

Espero, que se sinta bem, aqui.



Nem sempre o dia amanhece, igual

E, então, a nossa Alma, por tal

Reflete a luz de modo diferente

O importante é olhar o mundo

E tentar entender o seu profundo

E caricato modo de moldar a gente





Espero, que aprecie os momentos, que

estiver, aqui, e que esse seja um motivo,

para que volte.





POR FAVOR, DEIXE OS COMENTÁRIOS NOS POEMAS, APENAS.

CASO CONTRÁRIO ACABARÃO, POR PERDER-SE, AQUANDO DA

RENOVAÇÃO DO BLOGUE



apsferreira



sábado, 2 de abril de 2011

Deixa-me... (poema dedicado)

Deixa-me amar-te e segurar
com a minha, a tua mão,
para, a tua vida, eu poder mantê-la
bem aconchegadinha, ao meu coração

Deixa-me, olhando os teus olhos, minha querida,
e sorrindo-te, ajudar-te a ultrapassar
esses folhos
que sempre nos vão surgindo, na vida

Deixa-me repartir, contigo,
este tempo, que, para viver me foi dado
e vivê-lo a teu lado,
para que juntos possamos renascer

Deixa-me amparar o teu sentir
e o teu estar
para que, assim, eu possa-te embalar,
neste doce sentimento, como o é o meu te amar

Deixa-me, sorrindo, eu beijar a tua face,
para que aquele aborrecimento
que tanto te afecta, te passe,
pois ver-te feliz é a minha meta

Enfim,
Deixa-me partilhar contigo o meu ser e o meu estar,
para que, assim, eu possa-te embalar
no fervor, deste meu amor,
pois, tu és aquela pessoa tão querida,
que eu tanto quero ver, na minha vida

apsferreira

Deixa-me... (poema dedicado) - Poemas de amor - Poemas e Frases - Luso-Poemas

4 comentários:

titozinha disse...

Albano,poema sublime.Muito sentido.Lindo Albano.Beijos.Antonieta

BELA FLOR. disse...

Boa noite! Albano esta linda sua poesia parabéns! destaco:

Deixa-me amar-te e segurar
com a minha, a tua mão,
para, a tua vida, eu poder mantê-la
bem aconchegadinha, ao meu coração

beijos

Fátima Rodrigues disse...

Esse teu lindo coração mais uma vez a manifestar sua delicada sensibilidade.
Gostei Albano, muito ;)

beijokinhas meu amigo

Zaza Rib disse...

É sempre bom ter a permissão de alguém para compartilhar nossa cúmplicidade...um belo poema


bjs,


Elizaete