SEJA BEM-VINDO.

Este é um blogue humilde.

Espero, que se sinta bem, aqui.



Nem sempre o dia amanhece, igual

E, então, a nossa Alma, por tal

Reflete a luz de modo diferente

O importante é olhar o mundo

E tentar entender o seu profundo

E caricato modo de moldar a gente





Espero, que aprecie os momentos, que

estiver, aqui, e que esse seja um motivo,

para que volte.





POR FAVOR, DEIXE OS COMENTÁRIOS NOS POEMAS, APENAS.

CASO CONTRÁRIO ACABARÃO, POR PERDER-SE, AQUANDO DA

RENOVAÇÃO DO BLOGUE



apsferreira



quarta-feira, 3 de novembro de 2010

São raios de sol...

Sempre, que rondas o meu areal
No mar levantam-se as ondas
Mas, não são ondas de temporal…,
Pois, vejo o brilhar do sol
E escuto o cantar do rouxinol
São meigos raios de luz solar…
Que, em feixes chegam, até mim
E fazem-me querer que não deixes
O meu areal, assim…

Eles trespassam-me o peito
E deixam-me o coração, deste jeito…

apsferreira

2 comentários:

Susan disse...

Albano que lindo raiar de sol ...
Beijos
Susan

aguasdeavalon disse...

Querido amigo albano
Achei
lindo este poema ...
Tens muito bom gosto!
Parabéns!

Beijosss
Elaine