SEJA BEM-VINDO.

Este é um blogue humilde.

Espero, que se sinta bem, aqui.



Nem sempre o dia amanhece, igual

E, então, a nossa Alma, por tal

Reflete a luz de modo diferente

O importante é olhar o mundo

E tentar entender o seu profundo

E caricato modo de moldar a gente





Espero, que aprecie os momentos, que

estiver, aqui, e que esse seja um motivo,

para que volte.





POR FAVOR, DEIXE OS COMENTÁRIOS NOS POEMAS, APENAS.

CASO CONTRÁRIO ACABARÃO, POR PERDER-SE, AQUANDO DA

RENOVAÇÃO DO BLOGUE



apsferreira



domingo, 7 de abril de 2013

Que Dor É Esta?

Diz-me, Senhor, que dor é esta
que infesta esta minha Alma
que me faz sentir pavor do amor
que, sem pudor, me extravasa a calma

Senhor, que tremendo é este horror
que enche o meu coração
que me faz excomungar o fervor
o bem-querer e a paixão...

Diz-me, Senhor, o porque desta dor
que, de uma maneira tão funesta
sem qualquer pudor
me viola e me desalma
e me arresta o coração
que faz-me maldizer aquele amor
sentido com ardor
sentido com paixão!

apsferreira




2 comentários:

Filipe Campos Melo disse...

Talvez a dor seja uma prece

Gostei de rever tua poesia

Abraço amigo

Elizaete Ribeiro disse...

Esta linda poesia descreve meu estado de emocional, você como sempre, continua tocando os corações através da poesia.
Tenho saudade meu amigo, de ti.