SEJA BEM-VINDO.

Este é um blogue humilde.

Espero, que se sinta bem, aqui.



Nem sempre o dia amanhece, igual

E, então, a nossa Alma, por tal

Reflete a luz de modo diferente

O importante é olhar o mundo

E tentar entender o seu profundo

E caricato modo de moldar a gente





Espero, que aprecie os momentos, que

estiver, aqui, e que esse seja um motivo,

para que volte.





POR FAVOR, DEIXE OS COMENTÁRIOS NOS POEMAS, APENAS.

CASO CONTRÁRIO ACABARÃO, POR PERDER-SE, AQUANDO DA

RENOVAÇÃO DO BLOGUE



apsferreira



domingo, 6 de fevereiro de 2011

Que a minha loucura seja perdoada



Eu corro e percorro, todo o meu pensamento,
e quase morro,
à procura da minha loucura,
mas não a consigo localizar...

Eu volto e viro, e reviro, todo o meu modo de pensar
e me retiro, porque me revolto,
quando eu começo a achar,
que eu não serei capaz de a encontrar....

É um tormento, permanente,
com o qual eu preciso, urgentemente, de acabar...

Eu preciso encontrar, rapidamente, a minha loucura,
senão,
jamais eu poderei encontrar a sua cura!!!

(e é, por isso, que eu me ponho a pensar...)

Então, ela só pode estar alojada no meu coração, pois,
embora, eu não tenha culpa e não tenha feito, isso, por mal,
afinal, toda a minha vida, até agora, foi vivida em sua contradição...

Apavorado, começo a analisar cada sentimento
cada ressentimento
cada glória e cada humilhação
e, de antemão,
tudo o mais que me vem à memória, nesta altura,
e eu quase chego a pasmar,
pois continuo sem a conseguir encontrar, a minha loucura

Ter-me-ão feito, então, um feitiço?

Onde se terá alojado a minha loucura,
que me deixa completamente louco, à sua procura,
sem a conseguir encontrar?

Bom...
À primeira vista, parece ter-se disseminado,
por tudo o que é lado,
de um modo, tal, disfarçado, sem deixar nenhuma pista,
o que deixa transparecer, em mim, este tom, assim, alienado,
como se aturdido
enlouquecido
confundido,
num autentico frenesim, por não a encontrar...

... o que está é a começar a me parecer,
é que eu estou é começando a enlouquecer de tanto,
tanto, a procurar...

apsferreira


Texto dedicado à minha amiga poetisa Elizaete Ribeiro


Que a minha loucura seja perdoada - Poemas de introspecção - Poemas e Frases - Luso-Poemas

Que a minha loucura seja perdoada | WAF

2 comentários:

Zaza Rib disse...

Meu caro amigo,
Essa loucura meu amigo, pelo o que eu penso e sinto, acho que nunca será perdoada,
E sempre ao acordar virá a lembrança...uma loucura que acompanhará os meus passos, e em todas as novas escolhas, haverá resquício dessa danada...mas apesar de toda essa nostalgia, me alegro em compartilhar o assunto com vós.

Então, ela só pode estar alojada no meu coração, pois,
embora, eu não tenha culpa e não tenha feito, isso, por mal,
afinal, toda a minha vida, até agora, foi vivida em sua contradição...

Amigo meu adorei a dedicação, além de ser sua amiga, sou sua fan de carteirinha.
Ameiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii, obrigada!

E te digo mais:
Eu corro e percorro, todo o meu pensamento,
e quase morro,
à procura da minha loucura,
mas não a consigo localizar...

Abs,

Elizaete Ribeiro

Susan disse...

Que bela homenagem !!!!
Beijos
Susan