SEJA BEM-VINDO.

Este é um blogue humilde.

Espero, que se sinta bem, aqui.



Nem sempre o dia amanhece, igual

E, então, a nossa Alma, por tal

Reflete a luz de modo diferente

O importante é olhar o mundo

E tentar entender o seu profundo

E caricato modo de moldar a gente





Espero, que aprecie os momentos, que

estiver, aqui, e que esse seja um motivo,

para que volte.





POR FAVOR, DEIXE OS COMENTÁRIOS NOS POEMAS, APENAS.

CASO CONTRÁRIO ACABARÃO, POR PERDER-SE, AQUANDO DA

RENOVAÇÃO DO BLOGUE



apsferreira



segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Coração, peregrino

Ai, tanto, que eu gostei de ti, tanto...
Tanto, tanto, gostei eu de ti, minha linda...
Tão grato foi, esse tempo, que eu vivi
Nem tu imaginas, como este tempo me encanta...
Por ele, eu me desfaço em pranto
Eu queria ter-te, para sempre, em mim retida
Eu queria centrar, em teu torno, toda a minha vida
Mas, o meu triste fado, mais alto, sempre canta

Nesta caminhada, eu vou ter de continuar, ainda...
Nela, tu serás, sempre, a minha pessoa, preferida

Por ti, eu iludi o meu modo de ser...
Por ti, eu quis adulterar o meu modo de estar...
Eu teimei, comigo - cheguei a me convencer
Pois, a tua ausência, eu não conseguia suportar...

Quantas, e quantas vezes, eu o escrevi...

Era, imensa, a alegria, com que eu vivia
Nem, por uma vez, nisso, eu te menti
Tudo, tudo, o que eu te disse, eu sentia ...

Esta vida fez, de mim, um animal de mato...
Eu aprendi a amar, a lutar e a viver calado
Vaguear, por o mundo, é o meu fado
E, se é, este, o meu destino, eu acato

Sombria, a minha caminhada, continua...
Em meu coração, tudo, de ti, eu levo gravado
Para sempre carregarei esta doce recordação, tua
Recordar-te-ei, como das pessoas, que eu mais quis, a meu lado

Sereno, serei, eu, sempre, no meu caminhar
Pois, eu sei, que, se quiseres saberás, como me alcançar

Repara, bem, na vida.... repara, minha querida, como é ela
Peculiar? É-o, sem dúvida - é tão triste, quanto o é bela!
Ai, quanto eu te queria, nela, amiga, minha...

Ai, quanta saudade eu tenho, da tua beijokinha

apsferreira

Um comentário:

Elayne C.A. disse...

A saudade pela perda de um amor ou de um ente.Ou talvez saudade por assim dizer,apenas de alguém querido que não mais está ao nosso lado..é tão triste e ao mesmo tempo nos traz tantas reflexões...do que somos capazes de fazer, de sentir e de percorrer por conta dos nossos sentimentos. muito lindo e emocionante! Bjos!