SEJA BEM-VINDO.

Este é um blogue humilde.

Espero, que se sinta bem, aqui.



Nem sempre o dia amanhece, igual

E, então, a nossa Alma, por tal

Reflete a luz de modo diferente

O importante é olhar o mundo

E tentar entender o seu profundo

E caricato modo de moldar a gente





Espero, que aprecie os momentos, que

estiver, aqui, e que esse seja um motivo,

para que volte.





POR FAVOR, DEIXE OS COMENTÁRIOS NOS POEMAS, APENAS.

CASO CONTRÁRIO ACABARÃO, POR PERDER-SE, AQUANDO DA

RENOVAÇÃO DO BLOGUE



apsferreira



sábado, 17 de dezembro de 2011

Um Dia, Sem Sol

Eu hoje esperei, esperei, mas o sol não nasceu
Ah, como eu esperei...
Mas, o dia... - o dia continua tão escuro como o breu
Eu olhei, e olhei..., e eu vi que o relógio estava parado
Foi então que eu compreendi
Foi então que eu compreendi, e acordei
O céu estava tão nublado
Faltava-lhe o Astro Rei
E eu vi, que o meu coração estava agastado
Sentia a falta da sua Grei...
Cobria-a um véu...

E eu sentia-me tão mole

Era dia do Sol não estar no Céu

apsferreira

2 comentários:

JouElam disse...

Boa tarde, amigo poeta Albano,estamos passando para desejar um Feliz natal! Tudo de bom para si e para os teus familiares.

Nossa gratidão pela tua amizade!

Abraços e beijos, Jorge e Dani.

ps: Estou deixando de utilizar o meu heterónimo Luiz Sommerville Junior e voltando a usar o meu apelido de família, JouElam

JouElam disse...

Olá, querido amigo! Tem um presente de Natal para você no Távola de Estrelas!Desejamos a você votos dum Natal muito Feliz e de um Ano Novo Maravilhoso!

abraços e beijos,

JouElam & Dani

Távola de Estrelas: http://jorgemanueledanieledallavecchia.blogspot.com/2011/12/um-selinho-pra-voce.html